Domingo, 28 de Janeiro de 2007

2. O Pastor e sua visão de crescimento

Uma igreja pode possuir um sistema celular adequado, porém, se o Pastor não é um homem de Deus, as células não funcionarão. Mas, mesmo que uma igreja não tenha o sistema de células, porém se o Pastor for um homem de Deus, a igreja crescerá. As células não funcionam de maneira mecânica, elas precisam da participação direta do Pastor da igreja. Ele é parte indispensável do sistema celular.

Não basta compreender o sistema celular, é vital que o pastor compreenda que o seu ministério é chave para o bom funcionamento das células. O Pastor é o motor que energiza o trabalho celular.

Para acontecer algo diferente no crescimento de uma igreja é necessário que o Pastor comece a pensar diferente e a executar as mudanças que sejam necessárias.
Se continuarmos fazendo sempre as mesmas coisas, é impossível obter resultados diferentes.

Para que haja mudança é necessário que o Pastor cresça. Nenhuma igreja crescerá mais que o seu Pastor. Uma grande igreja só poderá ser liderada por um grande Pastor aos olhos de Deus.

O chamado
O Pastor deve crescer em seu chamado. Ser Pastor não é exercer uma profissão como meio de sobrevivência. É cumprir o chamado de Deus para anunciar a salvação eterna. É o guerreiro que peleja as batalhas de Deus.

Se o Pastor não olhar para o púlpito como o altar onde deve derramar sua vida a favor dos perdidos, é melhor que evite as células e esqueça o crescimento da igreja.

A oração
O Pastor deve crescer na oração. A vida de oração é característica das igrejas celulares. Mas, as igrejas não se dedicarão a oração sem o exemplo do Pastor. O trabalho celular decola sobre as asas da oração.

A paixão
O Pastor deve crescer em paixão. O ardor da igreja para o trabalho celular só será vibrante a partir de um Pastor fervoroso. Um Pastor duvidoso, tímido e desinteressado, não poderá acender a chama em sua igreja.

O Pastor deve viver sua visão e transmití-la às suas ovelhas. Mais do que as palavras, as ovelhas entendem melhor a linguagem do exemplo. Ninguém ficará sentado ao ver seu Pastor ardendo de paixão para salvar as almas perdidas.

Dependência do Espírito Santo
O Pastor deve crescer na sua dependência do Espírito Santo. O Espírito Santo não é apenas uma doutrina contida nos livros de teologia. É a pessoa real que deve dirigir os destinos de sua igreja. O Pastor deve aprender escutar a voz do Espírito. Suas mensagens devem ser recebidas na câmara secreta da oração em uma dependência humilde do Espírito de Deus.

Palavra de Deus
O Pastor deve crescer na Palavra de Deus. A paixão que não se fundamenta na Palavra de Deus, não passa de emoção. As emoções são passageiras e toda visão baseada em emoções não contará com a perseverança que o trabalho celular precisa. Sem um sólido e crescente conhecimento da Palavra de Deus não se pode assegurar a conservação de uma igreja numerosa.
Sem a sólida Palavra de Deus a igreja pode crescer como o pasto, alto, porém débil. A idéia é que a igreja cresça como o carvalho, alto e sólido.

O Pastor deve ser um amante do conhecimento de Deus e de suas obras. Não é um caçador de novidades religiosas. Deve ser uma pessoa dedicada ao estudo das Escrituras e daquelas ferramentas que lhe permitam oferecer uma mensagem que seja edificante para as ovelhas.

Conhecimento
O Pastor deve crescer no conhecimento. Os desafios de uma igreja numerosa são múltiplos, e o Pastor terá que enfrentar e resolver diversos desafios. Isso requer amplos conhecimentos dos elementos que são importantes para a atenção e direção da igreja. Esses elementos são todo o conhecimento humano. Pela mesma razão
o Pastor deve ser incansável em sua busca do conhecimento e da verdade.

Santidade
O Pastor deve crescer em santidade. A santidade se possui ou não. Não se pode ser santo somente em certa medida. A santidade deve ser total.
O caráter real do Pastor é aquele que ele mostra quando está sozinho. Quem deseja que sua igreja cresça deve também crescer em integridade, pureza, justiça, verdade e honestidade.

Humildade
O Pastor deve crescer em humildade. Um homem soberbo será derrotado pelo peso da reputação de estar em frente de uma grande igreja; mas o homem humilde não pode ser derrotado pelo reconhecimento humano. Ele já aprendeu a se humilhar sob a poderosa mão de Deus.

Quando um Pastor reúne estes elementos poderá projetar-se para receber de Deus a visão para a sua cidade, país ou o mundo. Com tais características o Pastor não encontrará maiores dificuldades em comunicar às suas ovelhas o entusiasmo e a disciplina necessários para impulsionar o trabalho celular.

O Pastor celular acredita de fato no trabalho em células. Pensa nelas, trabalha com elas, sonha com elas. O Pastor ler sobre o assunto, se informa, se relaciona com pessoas chaves do movimento celular, pergunta, investiga. Respira células e transmite tal paixão às suas ovelhas.
publicado por Antonio Francisco às 05:05
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De João magalhães a 3 de Junho de 2013 às 03:08
É essencial que o pastor seja um lider eficaz e esteja predisposto a treinar lideres. seja discipulo e faça discipulos que façam discipulos e assim sucessivamente......é discipulo cuidando do sempre...investir em treinamento.....o pastorr treina um grupo...esse grupo treino outro grupo....e assim vai

Comentar post

.Meu blog principal

Achologia

.pesquisar

.Tags

. adoração

. anfitriões

. aprovação

. bíblia

. célula

. células

. comunhão

. comunidade

. conflitos

. consolidação

. crescimento

. disciplina

. encontro

. forte

. fruto do espírito

. frutos

. grupo

. identidade

. inspiração

. líder

. todas as tags

.Arquivos

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Counter

Março - 2007
Estou no Blog.com.pt
blogs SAPO